5 de dezembro de 2012

EM NOME DO PAI





Este filme deixou-me muito...frágil?! Não sei se é a palavra certa. Muito chocada, digamos antes assim. Mas consegui ver até ao fim. E nunca mais me esqueci. Tem a sempre espectacular performance do Daniel Day Lewis (a esbanjar carisma desde...(tenho que ir ver à Wikipédia), desde 1957) e conta uma história tão real que assusta. É pena haver tão poucas imagens.


1 comentário:

  1. tb a mim,faz parte da minha coleção e já o vi há tantos anos

    ResponderEliminar