14 de dezembro de 2012

EPIFANIA LUSA

Hoje aconteceu uma coisa inédita. Desde que estou de bebé ainda não me tinham dado ataques de choro, de tristeza, de desiquílibrio mental, nada do género. Já tinha pensado várias vezes para com os meus botões "Sou mesmo sortuda, podia estar aqui piegas até ao tutano mas continuo a mesma pessoa de sempre e, melhor ainda, estou mais calma!". Bom, para mudar o rumo à história, hoje, depois de comer uma sopa de espinafres com bolinhas, decidi fazer arroz de feijão manteiga para acompanhar pataniscas de bacalhau. Quando estava mesmo a meio da refeição, que me estava a saber lindamente, desatei de um segundo para o outro numa choradeira para cima do prato, para cima das pataniscas e para cima do arroz de feijão. Estava sozinha e depois de me passar o ataque, tentei analisar friamente a situação - hormonas, claramente. Tinha acabado de embrulhar alguns presentes de Natal e a única coisa que me ocorreu foi um ataque de saudade...mas será possível? Conclusão feliz da história: há lá coisa mais portuguesa do que chorar de saudade para cima de um prato com pataniscas de bacalhau e arroz de feijão? Tenho muuuitas dúvidas. ADN 100% tuga. (E é isto, voltei outra vez ao normal). Alguém devia aproveitar este tema para um fado.

Sem comentários:

Enviar um comentário