2 de março de 2014

DOMINGO LEMON ZEST





De volta ao mundo real. Foi dia de tarte de limão, a condizer com o fim de semana: doce e ácido.
Praticamente sem dormir, porque as favolas da Zola nunca mais rebentam e a pequena já não tem saco para as dores - chora tanto que dá dó. A solução está a ser um serão a três no sofá da sala: ela a dormir ao colo, e nós a zelar-lhe o sono, a torcer para que não acorde e a rezar a todos os santinhos pela sorte de cinco horas de descanso consecutivas. Não peço mais. Cinco horas seriam uma verdadeira benesse, já que não temos contado com mais de duas seguidas. 
Ontem durante a noite levantei-me sem exagero umas 24 vezes para lhe pôr a chucha, e na sexta, depois de uma noite idêntica tivemos que ir brincar às 7h da matina (eu zombie no sofá e ela a ver todas as revistas proibidas a seu bel-prazer porque eu não tinha força para dizer "Na-na-na-na-na!"). Paralelamente a tudo isto tivemos a sorte incrível de contrair uma virose (a três também), que nos deu a possibilidade única de fazer uma inesquecível dieta de arroz e chá. Tão bom. Mas estamos rijos. Nós aguentamos.


Sem comentários:

Enviar um comentário