1 de julho de 2014

DESTRALHAR A MENTE E A VIDA EM LISTAS





A ideia é ter tudo na vida organizado desta maneira e assim conseguir fazer coisas sem perder um mês à procura de um alicate, ou de uma borracha. Todas as imagens sacadas deste blog: 
Os mais picuinhas vão adorar, eu adoro.

Ultimamente tenho pensado muito em tempo versus produtividade. Tudo porque os meus dias de 24h parecem ter apenas 5 ou 6 horas, não sobra tempo para nada e as ideias que tenho para fazer alguns projectos nunca chegam a concretizar-se.
Ainda estou a aprender a gerir o meu tempo depois de ter tido um bebé e aquelas horas livres que ficavam para mim desapareceram por completo, mas eu continuo a querer fazer projectos e não posso desistir deles de maneira nenhuma. Postas as coisas desta forma vejo-me obrigada a abraçar um novo desafio, que é manter a minha mente criativa e ao mesmo tempo explorar uma faceta metódica que me ajude a premir o gatilho.
Já percebi que o problema aqui é a falta de tempo portanto tenho que criar esquemas que me ajudem a optimizá-lo. Tempo são diamantes de 3,40 quilates. A manhã de segunda-feira, dia de regressar aos trabalhos depois das férias, foi dedicado a um workshop de organização. Aprendi muitas coisas, mas também estou a perceber que se quiser cumprir todas as tarefas e ainda escrever posts no blog / ler um livro / costurar / desenhar, tenho que ficar acordada até mais tarde.
Então, o que é que fiz concretamente? Listas, listas e mais listas. Listas que me ajudem a fazer tudo sem perder tempo. Por exemplo:
  1. Lista de tarefas diárias (aqui repete-se muito a palavra destralhar)
  2. Lista semanal de limpeza
  3. Lista digital de compras
  4. Rotina Matinal
  5. Rotina Nocturna
  6. Plano Casa
A lista de tarefas diárias é o que tenho que fazer todos os dias para a casa estar sempre organizada e não tropeçar em brinquedos, e a acrescentar a isto ainda há todas as actividades da agenda. Ao que parece, "destralhar" é a palavra chave das pessoas organizadoras. Tirar tudo o que não é preciso, viver com menos é um lema tão sagrado como as vacas na Índia. 
A rotina matinal são uma série de tarefas repetitivas para não me esquecer de nada e o dia ser um sucesso e a rotina nocturna a mesma coisa (inclui cenas do tipo "escolher roupa para vestir amanhã" e "organizar a carteira"). Isto serve para evitar sair de casa sem telemóvel ou sem chave de casa como já me aconteceu antes. 
O plano casa é mais complexo porque tem a ver com a mudança de casa e se não me forçar a resolver situações, vou viver três anos com um caixote a servir de mesinha de cabeceira. 

Bonito, não é? Agora digam lá que isto não é boring? É claro que é! Como é que uma pessoa criativa como eu vai aguentar todos estes métodos? Não sei, não sei! Mas a caravana está em movimento e agora estou metida em tabelas de organização até ao pescoço e o objectivo é só um: conseguir mais tempo livre para fazer os meus projectos. E vou fazê-los nem que não durma definitivamente. Para sempre. 

Sem comentários:

Enviar um comentário