2 de junho de 2014

CASA DA ZOLA








Para exorcizar as questões de Belzebu relacionadas com o cartão do cidadão fui rever as fotos de ontem. O Dia da Criança foi reservado para arquitectura e construcção. O edifício foi projectado e erguido apenas num dia (com muito suor) e baptizado de Casa da Zola. Materiais: caixa de cartão grande, x-ato, esponja e tintas. O preço total da brincadeira foi só o das tintas, ficou muito barato e compensou a altos níveis. A proprietária da casa participou nas pinturas e começou logo por arejar a casa, fazer limpezas profundas e sacudir todos os edredons. Ainda leu lá dentro e brincou aos cubos. O rebuliço com a casa nova foi de tal maneira intenso que dormiu a noite toda, até às 9h30 da manhã. Abençoado sejas cartão canelado (afinal nem todos os cartões são maus).

4 comentários:

  1. .oh tão linda(s). :)
    .que dona de casa prendada essa D.Zola, arejar edredons não é tarefa fácil depois de pintura de paredes!!!!.
    .e que tshirt familiar. :)
    (as calças não serviram pois não?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh, as calças não servem aiiiinda! Decidi não dizer nada porque como ela está a andar muito, em breve vai ficar magrinha, e as calças vão servir :)

      Eliminar
  2. Espectacular!! Olha, e os cubos são de onde? São lindos. E ensinas me a fazer uma casa de cartão para depois eu fazer para a Amália? Ensinas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :) Os cubos comprei numa loja no Príncipe Real, ao pé do C.C. Embaixada. Mas também já os vi na Imaginarium, muito mais caros. Claro que ensino, é muito fácil! Fazemos juntas!

      Eliminar