12 de setembro de 2014

LIVROS: de onde venho, onde estou e para onde vou


Comprei este livro. Já andava com esta ideia há muito tempo, talvez há um ano, e finalmente aconteceu.  Li poucas páginas ainda, mas já houve passagens que me atormentaram. Hoje uma amiga desafiou-me a publicar nas redes a lista com os 10 livros da minha vida. Foi esquisito, porque de repente queria lembrar-me de tudo o que já li, para fazer uma selecção fidedigna, e como é óbvio nem de um terço me veio à memória. Para além de que ficam de fora obras importantíssimas. Depois não queremos repetir escritores e mesmo que tenhamos gostado muito de um, acabamos por colocar outro, enfim. A lista, sem ordem especial, foi:

"Cem Anos de Solidão”, Gabriel García Márquez 
"Afirma Pereira", Antonio Tabucchi
“Trilogia de Nova Iorque”, Paul Auster
"Gertrud", Herman Hesse
“O Perfume”, Patrick Süskind
"O Complexo de Portnoy", Philip Roth
"Os Maias", Eça de Queirós
"O Amante", Marguerite Duras
"O Evangelho segundo Jesus Cristo", J. Saramago
"Auto dos Danados", António Lobo Antunes

Antes deste li "O estranho caso de Harry Quebert", mas não gostei. Penso que a minha próxima aquisição será "A Vida Modo de Usar" de Georges Perec ou "O Som e a Fúria" de William Faulkner. Mas entretanto já pedi emprestado o "Livro do Desassossego" do Bernardo Soares aka Fernando Pessoa, porque em consequência de tudo isto acabei por levar um raspanete público por nunca o ter sequer folheado. E com razão, não se admite.
E se a lista fosse "As dez bandas da minha vida"? Ou "Os 10 filmes"? São coisas tão difíceis.

2 comentários:

  1. Ui, boa sorte com faulkner, eu desisti. E o desassosssego é para ir lendo. Nao te martirizes. Faz os 10 filmes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leididi acho que estou mais inclinada para Perec, talvez tenha maturidade para ler o Faulkner aos 50 anos…=P

      Eliminar