22 de janeiro de 2015

ELA É PUNK, MAS MAIS EM CASA (sos semana horribilis)

Aqui com atitude "sou muita querida"

Vou tentar não dramatizar. A semana não está a ser fácil, mas espero já ter passado o momento mais turbulento. A punk Zola não tem facilitado com as birras e birretas e quando um de nós está doente, o outro tem que se aguentar à bomboca. Pois bem, ontem a birra começou na escola, porque não levei a chucha. Depois alastrou-se para o carro e tentou-se suavizar as coisas com promessas de passeio e bolos. Mas não foi suficiente. Após umas voltas de carro a tentar ignorar o berreiro, ficou decidido que o melhor era ficar de castigo. Anulou-se o bolo e rumámos em direcção a casa com banda sonora de excepcional qualidade - gritos, para ser mais específica. Ficou decidida uma pena leve, 5 minutos no berço, só para perceber que não é com fitas que se conquistam as coisas. Ficou no berço com a chupeta, muito zangada e a gritar ainda mais e assim que virámos as costas, passaram no máximo 10 segundos, não tem mais nada: um mortal encarpado e estatelou-se no chão. Só ouvi o pai dizer: és uma grande maluca, não és? Adivinhei logo o que é que se tinha passado, mas esperei pela confirmação: "-Ela atirou-se do berço." (nem quis imaginar as 1000 maneiras diferentes com que se podia ter magoado, a começar na cabeça e a acabar na coluna) É assim, a minha filha ainda não tem dois anos, mas não admite castigos. Eu até percebo, tudo pela liberdade. Só que quando chego à escola e estão no recreio grande, ela está geralmente agarrada à saia das educadoras, o que me leva a concluir que ela é punk, mas mais em casa. E pronto, se as minhas noites já eram agitadas com viagens ao berço, agora ficaram ainda melhores, a imaginar a possibilidade de um atiranço se demorarmos mais de 30 segundos a chegar. É tudo um jogo psicológico. Esta noite levantei-me 10 vezes e hoje de manhã comecei com balde de café, só assim para restaurar do abalo.

2 comentários:

  1. Xiça, miúda, tens aí uma punk hard rock. Se calhar é melhor comprares uma cama daquelas baixinhas. Este ano, depois da Amália fazer dois anos, vou fazer isso. E as camas têm uns protectores que se podem pôr. http://www.ikea.com/pt/pt/catalog/categories/departments/childrens_ikea/18723/

    boa sorte! muitos beijinhos e solidariedade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Leididi, a solidariedade é sempre bem-vinda. E quem olha para ela não diz nada disto, não é? Vou investigar as camas, obrigada pela dica!

      Eliminar