3 de março de 2015

5 COISAS QUE FARIA JÁ, SE TIVESSE CONTAS OFFSHORE


Ia ao Holi na Índia celebrar a Primavera, e depois aproveitava a viagem para procurar a minha folha Nadi e ficava por lá um mês a viajar de comboio ao melhor estilo The Darjeeling Limited.


Como não teria que trabalhar para estar sempre a pagar impostos, taxas e multas, podia ingressar numa escola superior de dança e ficar a dançar muitas horas por dia sem ter que me preocupar com pilhas de roupa para passar a ferro.


Poderia finalmente ir a Aitutaki, uma das ilhas Cook, que vi uma vez num desses programas do Travel e apontei logo o nome no telemóvel para nunca mais me esquecer. Provavelmente há aqui tubarões mas o mar é tão transparente que seria fácil detectá-los a 1km de distância e ainda dava tempo para sair da água nas calmas.


Tirava um curso de ilustração e punha-me a produzir em série e a organizar exposições que a partir de certa hora se transformavam em festas para os amigos com concertos no fim.


Realizava um filme em Bollywood (parecido com o videoclip de cima, em que os dançarinos dançam em Lisboa com camisolas do galo de Barcelos e também com o equipamento do Benfica), porque acho que eles têm a maneira de dançar mais divertida de sempre e fazer isto deve ser um dos melhores trabalhos do mundo. De certeza que me ia rir às gargalhadas e no fim ia sair de lá a dançar tão bem como eles. Aposto que não estão deprimidos, não têm dores nas costas nem rugas de sobrolho franzido. 
Só tenho pena de não ter o canal Bollywood em casa, se calhar essa era a sexta coisa, assinar o canal Bollywood.


(as ideias para juntar aqui continuam a saltitar na minha cabeça, devia ser to be continued)


3 comentários:

  1. Sim a tudo... ainda que não tenha grande dom para dança ou ilustração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo menos no que toca à dança também não sou nada dotada, mas é extraordinário dançar porque enquanto estamos preocupados com os movimentos não pensamos em mais nada. Nem que seja em casa, sem ninguém a ver.

      Eliminar
    2. Sem dúvida! Dançar é comunicar com o corpo, adoro!
      (As ilhas Cook estão sempre a olhar para mim... grrrrr.... parvas :(

      Eliminar