17 de março de 2015

DIFERENTES PASSOS DA LEITURA DE UM BLOG


Estes desenhos intrincados são daqui Alexander Aksinin

Às vezes penso sobre esta coisa de ter um blog, de escrever para aqui o que nos apetece.
Depois imaginar que alguém lê, pessoas que não nos conhecem (e provavelmente nunca vão conhecer).
Depois imaginar que essas pessoas imaginam quem somos. E não acertam. Ou fazem uma ideia totalmente errada.
Essas pessoas nunca chegarão a saber coisas reais de quem está atrás da cortina. Por exemplo aqui... não sabem que tenho uma pancada por blogues da África do Sul. Ou que nunca como o queijo que sai para fora do limite da torrada (agora já sabem). Essas coisas muito nossas.
É o quem é quem dos blogs.
A seguir inverte-se o jogo: quem escreve pergunta-se quem será o visitante. Quem vem aqui e comenta, ou quem vem aqui, lê em silêncio e vai embora (este blog está a leste, aqui nem se contam visitantes. Mais difícil ainda.)

Depois penso nos momentos em que leio outros blogs, em que traço um perfil da pessoa que está a escrever. Mas racionalizo demasiado e começo a pensar que o autor não é o que mostra. É outra personagem completamente diferente. Só para se divertir. Na verdade as pessoas podem ser mesmo o que mostram. Eu não consigo fingir, mas consigo escolher o que mostro. Todas as opções são válidas. A nossa interpretação é que varia (ou se avaria da realidade).

A internet é complexa. Ou se calhar não, é muita simples. Toc, toc, toc, está aí alguém?

7 comentários:

  1. A imagem (física e psicológica) que vamos criando dos bloggers e dos comentadores nunca está certa. E é puramente utópico pensarmos o contrário. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. Acho que deve ser uma bela surpresa conhecer um desses bloggers que seguimos sempre =D Então, mas afinal a menina é loura?

      Eliminar
    2. Eheheh! Vais ter de vir até Coimbra para confirmar. ;)

      Eliminar
    3. Pois quando for a Coimbra aviso. =)

      Eliminar
  2. Gosto desse mistério.
    Eu por acaso gosto do queijo que fica fora da torrada, principalmente se estiver tostadinho. Gosto, mas não como. Normalmente o meu pequeno-almoço é sopa ou ovos. Não bebo leite e raramente como pão ( o que me custa à brava, mas tem de ser).
    Quando como deixo a melhor parte para o fim, para a última garfada. Adoro cerveja, mas só bebo ao fim-de-semana. O que é que isso diz acerca da Limonada? ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diz que a Limonada tem uma dieta muito bio e tem cuidado com a linha, apesar de ser uma amante dos prazeres da boa mesa. Diz que a Limonada concorda comigo no que diz respeito ao leite e diz que é regrada. Acertei em alguma coisa? =)

      Eliminar
    2. Acertaste pois! Sou regrada, mas com (algumas... muitas) excepções ao fim-de-semana. É o que se leva desta vida!

      Eliminar