24 de novembro de 2015

ÉVORA, QUE SEJA AGORA








"Nunca fui a Évora, que seja agora!" E já está! Évora simplesmente não podia continuar a faltar. 
Dias de Verão no Inverno, cromeleques e menires, muralhas, ruas imaginárias, festival de rock psicadélico, Monsaraz à luz das estrelas e cheiro a camarinhas. Isto é uma escapada que tem muito mais charme do que a ida a algumas cidade europeias, mais cinzentas, menos acolhedoras e sem aquela luz quentinha. Tirando aquela parte, (a parte burocrática), este país é de se viver nele.


Sem comentários:

Enviar um comentário