10 de novembro de 2015

MUITA FOME? HORA DE ALMOÇO!


O blog está ao abandono, mas fiz hambúrgueres vegetarianos e essas coisas da vida real levam o seu tempo =). (A verdade é que o trabalho me tem ocupado as horas todas.)
Este post não é uma provocação (depois das notícias sobre doenças vs carne é fácil pensar isso) é só para verem como ficaram queridos estes petiscos. Eu respeito todas as opções alimentares ,nada de coisas freaks, claro, mas cada um sabe de si.

A receita foi muito inventada, mas para quem quiser experimentar algumas alternativas vegetarianas para fugir à carne e ao peixe de tempos a tempos, não há como hambúrgueres vegetarianos com ovos estrelados e batatas fritas, ou mesmo salsichas vegetarianas na chapa (estas últimas de certeza nada saudáveis, mas relativamente boas). Parece-me que fazer pratos similares aos da nossa dieta habitual, substituindo a parte da carne e do peixe por legumes é a abordagem mais fácil para começar, e mesmo assim pode demorar alguns meses a tirar a carne por completo (se for esse o objectivo). Eu não como carne há 16 anos, demorei um ano e meio, fui tirando aos poucos, mas como algum peixe até hoje, não sou uma verdadeira vegetariana.

O método foi muito fácil porque nunca apreciei verdadeiramente os bifes, as fritadas, o rolo de carne, as morcelas, o cozido, a feijoada, o borrego, enfim, nada. Era uma chata e ficava horas à mesa a mastigar sem engolir a comida. Preferia sempre só o arroz ou só o ovo (também não apreciava vegetais, confesso).

Estes hambúrgueres foram feitos com uma base de salada-russa (zero glamour, mas o resultado é que conta):  batata, cenoura, milho e ervilhas e em cima queijo cheddar gratinado. O tempero dita o resto: mais pimenta, menos cominhos, mais queijo ralado, menos oregãos, o sucesso depende da mestria nessa área. Lembro-me de as minhas primeiras tentativas vegetarianas serem um verdadeiro flop e acho que um terror para os meus colegas de casa na faculdade, agora já afinei o método. Para ligar é preciso 1 ovo e de resto a internet está cheia de dicas para os aventureiros.

Estas dietas são maravilhosas para passar mais tempo na cozinha (risinho nervoso), e a verdade é que até já temos um rádio nessa divisão da casa, por lá passarmos tanto tempo. Mas segundo a filosofia do Dude (dudeismo, com base no filme The Great Lebowski, que eu tento seguir religiosamente) o segredo é mesmo transformar a limpeza e a culinária em formas de meditação. Bom almoço fellows! =) (embora Manel, vamos almoçar que hoje fazes anos).


4 comentários:

  1. Eu, carnívora, me confesso os hambúrgueres vegetarianos mudaram a minha vida de tal maneira que hoje já dificilmente me sabem bem os hambúrgueres de carne. É impressão minha ou são mesmo mais saborosos que os outros?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mariana, não consigo responder a isso porque não como hambúrgueres de carne há muito tempo, mas os hambúrgueres vegetarianos, se forem bem feitos, são mesmo deliciosos. E com ovo estrelado e batatas fritas são um petisco nota 20! Eu sou fã!

      Eliminar